• Thomaz Bignotto

Doenças Virais

As doenças causadas por vírus, também conhecidas como viroses, acometem várias pessoas todos os anos, e são bastante conhecidas pela população. Existem viroses que são relativamente simples, como os resfriados, e outras que desencadeiam quadros mais graves, existindo, até mesmo, doenças sem cura, como é o caso da Aids.


Os vírus são organismos que se caracterizam por se reproduzirem apenas no interior de células, sendo, por esse motivo, conhecidos como parasitas intracelulares obrigatórios. Ao parasitar as células, os vírus podem desencadear doenças, provocando diferentes sintomas. Os sintomas dessas doenças podem ser resultados de diferentes processos, como a liberação de enzimas dos lisossomos após a destruição de uma célula, ou ainda em decorrência de componentes tóxicos presentes no parasita.


Sintomas


Ao invadir uma célula, que pode ser de qualquer organismo vivo, os vírus podem desencadear doenças. No ser humano, essas doenças são muito comuns e geralmente causam febre, dor de cabeça e no corpo, falta de apetite e indisposição, sintomas relativamente inespecíficos.

Os sintomas das viroses, por serem muito parecidos entre si, dificultam um diagnóstico preciso. É por isso que, ao procurar um médico, com o quadro clínico descrito anteriormente, recebemos rapidamente o diagnóstico de uma virose. É importante, no entanto, sempre a realização de exames mais específicos em casos de sintomas intensos e que persistam por muito tempo.


Tratamento


Para o tratamento das viroses, na maioria dos casos, o médico indica medicamentos que visam controlar os sintomas, como febre, dores, enjoos e vômitos. Isso se deve ao fato de que a maioria das doenças causadas por vírus não possui um medicamento específico para seu tratamento.Também é recomendado que o paciente mantenha repouso, hidrate-se bastante e cuide de sua alimentação. Geralmente, os sintomas de uma virose desaparecem em pouco tempo, entre três e sete dias.


Como salientado anteriormente, nem todas as doenças virais apresentam medicamentos específicos para seu tratamento, porém algumas podem ser tratadas com uso de fármacos que atuam inibindo a replicação viral, os chamados antivirais. Um exemplo desses medicamentos é oaciclovir, que impede a replicação do herpes vírus. Além do aciclovir, podemos citar o AZT (azidotimidina), que atua controlando a reprodução do HIV.


Prevenção


As doenças causadas por vírus apresentam diferentes formas de transmissão, e, portanto, apresentam também diferentes formas de prevenção. Dentre as principais medidas de proteção contra doenças virais destaca-se o uso das vacinas, que podem atuar contra várias doenças. Entre as doenças virais que podem ser prevenidas por meio de vacinas, estão em destaque: poliomielite, sarampo, rubéola, caxumba, hepatite B, febre amarela e gripe.


Hábitos de higiene e uma alimentação saudável também são pontos importantes para evitar as doenças causadas por vírus e também por outros agentes infecciosos. Além disso, evitar ficar em locais com muitas pessoas, manter os ambientes bem ventilados e evitar contato com doentes são formas de evitar a transmissão de doenças, principalmente aquelas que podem ser facilmente transmitidas por gotículas contendo o vírus presente no ar, como é o caso da gripe e do resfriado.


Certas doenças, como o condiloma acuminado e a infecção pelo HIV, podem ser transmitidas pela relação sexual desprotegida. Desse modo, uma forma de prevenir de doenças virais é também utilizando camisinha em toda relação sexual.


Naquelas doenças que são transmitidas por vetores, como a dengue, zika e chikungunya, é importante controlar a proliferação desses vetores. Dentre as medidas que podem ser adotadas, destacam-se: manter o lixo tampado de modo a evitar o acúmulo de água; guardar garrafas vazias com a boca para baixo; limpar terrenos; manter calhas sempre limpas; e tampar as caixas d'água.


Características dos vírus


Os vírus são organismos que apresentam, como principal característica, a ausência de células, ou seja, são organismos acelulares. Eles apresentam uma estrutura relativamente simples, sendo formados por um ácido nucleico (DNA, RNA ou os dois) envolto por uma cápsula de proteína. Alguns vírus apresentam ainda um envelope membranoso, que é derivado da membrana plasmática das células hospedeiras.


Os vírus não possuem enzimas metabólicas nem formas de produzir proteínas, sendo necessário parasitar uma célula para conseguir realizar a sua reprodução. Devido a essas características, diz-se que os vírus são parasitas intracelulares obrigatórios.


Muito se discute se os vírus são ou não seres vivos. Essa discussão acontece, pois os vírus são acelulares e não apresentam metabolismo próprio. Entretanto, muitos pesquisadores aceitam os vírus como uma forma viva, uma vez que possuem material genético e apresentam capacidade de evoluir.


Texto retirado do site: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/doencas-causadas-virus.htm

Escrito por (sem autor) (sem data)



26 visualizações

T4 Administrações em conjunto com Industria de Urnas Bignotto.

Criado orgulhosamente com Wix.com