T4 Administrações em conjunto com Industria de Urnas Bignotto.

Criado orgulhosamente com Wix.com

  • Thomaz Bignotto

Curiosidades sobre Cremação


Você sabe o que é cremação ou como ela realmente funciona? Vem com a gente descobrir esse nicho do mercado funerário que só cresce nos últimos anos.

Não há muito tempo atrás, quando alguém morria, era levado ao cemitério e enterrado. Poderia ser em um nicho, em um panteão, ou até uma simples sepultura aberta na terra, o local não era tão relevante, contando que a tradição fosse seguida. Não se sabe ao certo a motivação, alguns levantam a hipótese de ressurreição dos corpos, mas também poderia ser apenas um problema com a ideia de incinerar um corpo. Em outras culturas, é muito comum queimar os mortos em piras funerárias, mas não na tradição judaico-cristã.



A Preparação


A cremação é o procedimento funerário que reduz o corpo humano à cinzas. Antes de dar início à incineração do cadáver, são retirados todos os materiais metálicos que possam estar no corpo, como implantes ou peças preciosas que possam ser destruídas pelo calor. Se o defunto tiver marcapasso por exemplo, é exigida a retirada do mesmo, já que ele pode explodir dentro da câmara de cremação. O corpo só é liberado para a cremação com no mínimo 24 horas após o atestado de óbito. O prazo máximo nesse caso, pode ser de até dez dias.



Altas Temperaturas e Incineração


Para reduzir um corpo humano completamente a pó, ele é introduzido em uma câmara dentro de um caixão adequado e consumido por um calor de aproximadamente 700° C, onde o corpo se desintegra completamente. Para manter a temperatura alta, a porta da câmara só é aberta para introduzir o caixão, e só pode ser inserido um cadáver por vez, é ilegal cremar dois ou mais corpos juntos.

Uma vez dentro da câmara de cremação, o processo é iniciado, e as chamas de fogo entram em contato com o caixão e o corpo. O caixão, feito de material ecológico e sem química, é o primeiro a ser queimado, e logo em seguida o corpo. A incineração se inicia pelos cabelos e pele, em seguida atinge os músculos e tecidos, e por último, os ossos são queimados.



Resfriamento e Trituração de Ossos


Depois de queimado, o corpo é resfriado e colocado em uma superfície metálica para retirar quaisquer vestígios metálicos.

O corpo passa por dois processos até virar cinzas. O primeiro é a retorta, quando o corpo é queimado e oxidado até sobrar apenas a estrutura esquelética. O crânio é a única parte que após a cremação, normalmente, mantém a sua forma e densidade. Depois de incinerado, os ossos são quebrados manualmente na etapa final da cremação, o cremulador, que tritura os resíduos restantes em fragmentos pequenos e grãos de areia.



As Cinzas


Após a incineração e trituração dos ossos, o restante do material é introduzido em uma máquina com lâminas que o pulverizam. E por fim, as cinzas são lacradas em um saco plástico, até ser entregue à família para serem colocadas em uma urna da preferência de cada uma. As cinzas e fragmentos dos ossos pesam aproximadamente 3,5% do peso do corpo original.





Perda do DNA


Ao ser submetido ao procedimento de cremação, o DNA do corpo é perdido permanentemente.













E você o que acha da cremação? Diz ai para gente nos comentários.



Texto retirado do site www.fatosdesconhecidos.com.br, produzido por Cristyele Oliveira e publicado no dia 19 de fevereiro de 2019.





9 visualizações